segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Inesperadamente.

Desesperadamente procurei uma palavra que pudesse me fazer iniciar esse texto e eis que a palavras escolhida foi 'desesperadamente'. Acho que fez jus ao que eu estava sentindo a alguns meses atrás. Desespero. Me enchia o peito esse sentimento doentio, de que nada está certo e de que eu não era suficiente. Creio fielmente que pessoas ao meu redor colaboram, e muito, para meu estado de espírito.
E afirmo e reafirmo que meu estado de espírito agora está em máximo de felicidade. As pessoas ao meu redor nunca me fizeram tão bem quanto em todos os outros momentos. Estava preparada para ser um ano conturbado e cheio de dificuldades e chegando ao final do ano me encontro em uma felicidade tão grande que meu coração se encontra até mais pequeno do que já é.
O destino, que eu prefiro chamar de Deus, coloca as pessoas no momento onde você já não espera mais novidades da vida. Além de colocar pessoas adoráveis colocou em meu caminho pessoas que eu jamais imaginaria me tornar amiga.

Gosto de pensar que certas coisas acontecem no momento e forma perfeita. Sei que perdi muitas coisas, namoros me tiraram amigas, escolas me afastaram de pessoas maravilhosas, trabalho me distanciou de gente que estava comigo desde a infância. Minhas dificuldades se tornaram maiores e meus choros antes de dormir contínuos. Meu lado feliz, despreocupado e sempre de bem com a vida tinha desaparecido. Meus problemas pesavam mais do que as coisas que me faziam bem. E exatamente nesse instante reafirmo minha fé, enxergo alguém não só como conhecido mas sim como amigo, deixo o laço com o meu primo ainda mais forte, aproveito mais a família, dou mais amor aos meus animais.  E me renovo, me reinvento e firme e forte caminho novamente.
Eis que me encontro aqui, determinada a continuar a me fazendo bem e escolhendo quem me faz bem. Até quando eu não sei mas se Deus quiser, e sei que vai, que seja por muito e muito tempo. Boas histórias estão por vir e sonho ainda estão para se realizar, um calmante só pra ajudar a esperar esse tempo passar, não mais para amenizar o choro.

2 comentários:

  1. "O destino, que eu prefiro chamar de Deus, coloca as pessoas no momento onde você já não espera mais novidades da vida."
    Muito bom isso Pê, espero que eu tenha contribuído um pouquinho com essa felicidade, porque você participou e participa da minha.

    Obrigada por tudo.
    Já aguardo próximo texto s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza tu contribui muito pra minha felicidade. Um anjinho.
      Não deixarei de te avisar do próximo, Sasá! ♥♥

      Excluir